Perguntas frequentes – Piquenique

Como jogar piquenique

Não. O projeto de educação financeira por meio de jogos do Instituto Brasil Solidário é uma iniciativa social financiada por empresas que querem ajudar educadores, alunos e suas famílias. Por isso, os jogos não são vendidos. Os municípios que recebem são escolhidos dentro de nossas propostas de expansão, e todas as escolas são atendidas para as faixas etárias adequadas ao projeto, incluindo jogos de reposição e treinamento, entregues à secretaria parceira.

R: No mínimo duas, no máximo seis pessoas, cada uma com um peão.

R: Sim, mas o jogo será mais demorado.

R: Não. Ganha quem tiver mais dinheiro após comprar todos os itens da lista elaborada para o piquenique. Chegar primeiro é apenas o segundo critério de desempate no jogo.

R: Como diz a regra, a escolha de produtos é livre. Mas você pode - e deve - mostrar que assim como na vida real, a escolha de produtos diversificados atende também o gosto pessoal, e pode trazer vantagens com as cartas de tomada de decisão (vermelhas). Faça-os perceber que descontos e promoções valem na ideia de diversificação de produtos (e preços), e que escolher os “mais baratos” não necessariamente traz benefícios financeiros ao jogador.

Não. Quando terminar empatado, o vencedor é aquele cuja somatória dos valores dos produtos adquiridos for maior. Mas atenção: isso se aplica apenas para os produtos previamente selecionados na lista de compras. Se ainda assim houver empate, aí sim, ganha quem chegou primeiro ao parque.

R: Não. A cada jogador só é permitido uma carta por vez. Se após avançar ou retornar, você cair numa casa amarela ou vermelha, sua jogada termina ali.

R: Aguarde a próxima vez de jogar.

R: Sim, nesse caso a compra é obrigatória.

R: Sim, as cartas amarelas, após serem utilizadas, sempre devem voltar ao final do monte de cartas amarelas organizadas no tabuleiro.

R: Depende da carta. Algumas indicam que o jogador pode permanecer com a carta até o final, as demais são de decisão imediata, e após leitura e decisão do jogador, devem voltar para o final do monte de cartas vermelhas no tabuleiro.

R: Não. Somente dois modelos de cartas vermelhas que expressamente indicam que devem ou podem ser guardadas para utilizar no final do jogo. Todas as demais, vermelhas e amarelas, devem voltar para baixo do conjunto de cartas do tabuleiro, de acordo com a cor.

R: As cartas de produtos são distribuídas no final do jogo, de acordo com a lista individual de cada jogador. Pode acontecer de alguns produtos serem comprados ao longo do jogo (dependendo do conteúdo de algumas cartas vermelhas).

R: Se não houver mais cartas do alimento escolhido, deve-se escolher outro item no mesmo valor. Isso não gera prejuízo ao jogador (ele terá o mesmo gasto previsto na lista de compras).

R: Nesse caso o resultado não é alterado. Para a finalidade do jogo somente os produtos da lista elaborada alteram o resultado.

R: Nesse caso, quando você chegar ao final do jogo, não precisará efetuar a compra destes produtos.

R: Sim. Após todos chegarem ao final, inicia-se a compra dos produtos da lista e o cálculo de quantas Américas sobrou para cada jogador.

R: Não. O objetivo é comprar os 4 produtos especificados na lista exclusivamente através das jogadas realizadas, sem negociação entre jogadores. O respeito às regras do jogo traz sempre melhores aprendizados propostos em educação financeira, uma vez que estamos falando de um planejamento a ser executado.

R: Sim, desde que se respeitem as mesmas bases de valores (A$ 1 a A$ 4) e as demais regras do jogo.

R: Não. Quando o jogador ultrapassa a linha de chegada, sua participação no tabuleiro termina. Resta a ele esperar que os outros também cheguem para que todos iniciem a compra dos itens das listas elaboradas.

R: Os jogos foram idealizados para que efetivos aprendizados de educação financeira sejam alcançados, sendo as regras pensadas para esse fim por especialistas. Você pode se inspirar no circuito do tabuleiro e uso aleatório de cartas, e criar outras possibilidades pedagógicas a partir desse conceito.

R: Não. O Piquenique aborda questões de nutrição, educação ambiental, gentileza, mobilidade urbana, entre outros. Consulte os planos de aula e use sua imaginação para construção de muitas possibilidades pedagógicas e interdisciplinares.

R: Trata-se de um jogo para toda a família, que pode ser usado tanto no contra turno como dentro das disciplinas tradicionais de forma interdisciplinar como propõe a BNCC. Muitos adultos se divertem enquanto aprendem sobre finanças e a importância de economizar para o cumprimento de uma meta (no caso a compra dos itens selecionados com sobra de dinheiro).